Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



A MINHA ALDEIA

Quinta-feira, 24.04.08

 

A tua aldeia é já ali...

por entre muros,

por entre arvoredos

por caminhos escuros,

sem medos,

chego lá...até ti.

 

A tua aldeia

é a minha aldeia...

a tua casa,

o meu aconchego,

o teu corpo,

o meu sossego.

 

Se estás feliz,

eu estou feliz...

se ris,

meus lábios se abrem.

se choras,

meus lábios se mordem

 

A minha aldeia

és tu,

mulher, vida cheia,

pedaço de magia,

poço de alegria,

uma mão vazia...

 

A minha aldeia

está a ficar vazia...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Alexandrino Sousa às 22:28


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.