Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



FIM DA ESTRADA

Segunda-feira, 24.08.09

 

 

 

http://portalliteral.terra.com.br/_banco/img/1242385560_estrada.jpg

 

 

Sigo na mesma estrada de sempre,

vista cansada do nada, ausente,

não sei se sigo na contra mão

ou se na correcta direcção...

O carro me leva, indiferente,

a musica me absorve o pensamento

e também este fica ausente...

Como é bom não pensar em nada,

mente parada, qual água estagnada...

Boca selada para o mundo,

pernas eriçadas no acelerador,

e o carro devorando quilómetros ao segundo,

estrada fora, qual bólide ganhador...

Lá longe é pouco, o esforço tem de ser maior

para te encontrar, para me encontrar,

para meu coração bater novamente,

deixar de estar ausente, e à VIDA dizer "Presente"...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 19:45


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.