Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Recomeçar de Novo

Domingo, 06.09.09

 

 

 

 

Ai como sofre o coração

quando se sente só,

quando num poema,

numa palavra bela,

não sabe como dizê-la...

E como se sente só

se o amor partiu...

Se no silêncio,

no escuro da noite,

a ausência feriu

o que no dia não viu...

E é tão triste o silêncio,

momento mortal, único,

palco sagrado, doentio,

tempo ao arrepio

de tudo o que é Amor...

Pausadamente me curvo,

cansado, arrasado,

neste momento de dor...

Pausadamente acendo a luz...

Como sofres coração,

como sinto nessa pulsação,

o desejo de parar,

o ensejo de a página virar,

novo capítulo,

Tudo recomeçar....

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:02


8 comentários

De Triskel a 07.09.2009 às 20:07

Olá Alex,

Está lindo...lindo... este poema...


beijinho

De Alexandrino Sousa a 07.09.2009 às 23:08


Olá Breizh,

Como tens passado? Não sei o que se passa, pois não consigo aceder a teus blogs. Espero que não tenhas "desistido".

Obrigada mais uma vez pelo carinho me tuas palavras

Beijinhos
Alex

De Triskel a 08.09.2009 às 14:37

Olá Alex...

Apaguei tudo.... :-(

Beijo grande

De Alexandrino Sousa a 08.09.2009 às 18:20


Oh...Breizh...porque fizeste isto?
Seguia teus blogs, e gostava de teus comentários, sempre divertidos e cheios de força.
Seja qual for o motivo, espero que um dia voltes ao nosso "convivio"

Beijinhos Amiga
Alex

De Triskel a 08.09.2009 às 21:26

Mas eu venho visitar-te e comentar-te...


beijinho

De Alexandrino Sousa a 08.09.2009 às 22:27


Tu sabes o quanto prezo tua amizade

Volta sempre

Beijinhos
Alex

De Nela a 10.09.2009 às 18:51


Alex Amigo,

Lindo poema!
Há sempre um tempo de recomeçar!!!!
Basta acreditar!!!
É o segredo!!!
Beijinhos
Nela

De Alexandrino Sousa a 10.09.2009 às 19:42


Olá Nela,

Sim, tens razão...há sempre um tempo para recomeçar.
É preciso muitas vezes coragem para o fazer...

Beijinhos
Alex

Comentar post