Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



NOITE DENTRO

Segunda-feira, 28.04.08

 

Pela noite fora

viajo no tempo,

faço contratempo,

viajo na contra mão

e não me sais do pensamento...

 

Cerro os olhos,

faço contas,

largo balões,

me imagino a voar..

e por mais que entre noite dentro,

não me sais do pensamento...

 

Lá fora a lua ri

de mim, de ti...

nos chama de tontos,

e como nas histórias, nos contos,

ela também será testemunha

de um amor que já acabou...

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Alexandrino Sousa às 22:40


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.