Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



CASA DE PAPEL

Terça-feira, 06.10.09

 

 

Minha casa é de papel, colorido,

e meus sonhos são a fantasia...

Nela crescem amor e alegria,

sussurros, beijos, alarido,

tudo em perfeita harmonia.

 

Lá em casa (de papel colorido),

não chove, não cai neve,

e o sol nem aquece, não se atreve

a queimar, tirar partido

de um sonho sem sentido...

 

E é nesta casa colorida,

onde os pássaros desenham seus ninhos,

que nos sentimos anjinhos,

anjinhos de cor garrida,

imagens dos quadradinhos...

 

Um dia virá a tempestade,

ventos, tufões, destruição,

e onde vivia feliz o coração,

só restará dor, maldade,

e a casa de papel colorido,

será papagaio, em partes repartido...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 18:47


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.