Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



À procura de TI

Segunda-feira, 19.10.09

 

 

Sinto mil feras dentro de mim,

seres sinistros, vomitando horror,

e estes seres me dominam,

todo o meu ser é seu festim,

e pelas  minhas mãos, espalho dor...

 

Estas feras que se escondem da luz,

morrerão aos sinais de amor,

ao brilho de meus olhos nos olhos teus,

aos beijos trocados com ardor,

aos carinhos teus nos braços meus...

 

Feras que criei em acto de loucura,

em momentos de solidão, anarquia,

transformarei em coração, doçura,

em paixão ardente no dia a dia,

em setas de cupido, em alegria...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 19:00


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.