Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Casas da minha Cidade

Domingo, 25.10.09

 

 

 

http://www.presseurop.eu/files/images/article/dubi-love-story.jpg

 

Passeio palas ruas da cidade,

e as luzes de néon se acendem

piscam  no meu passar,

convidam, pedem para eu entrar...

São casas, palácios de beleza,

camas de prazer, falsa realeza,

e eu meio tonto, meio sem graça,

fico à porta, qual pobre da praça.

 

Passeio pelas ruas da cidade,

e sinto que a cidade não me diz nada...

A cidade está ferida de morte...

Só lá vai gente com pouca sorte,

gente que perdeu ao amor,

gente onde no coração tem dor...

E como eu fico triste com minha cidade...

Já não vejo luz, pessoas, verdade...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Alexandrino Sousa às 17:20


4 comentários

De Breizh da Viken a 25.10.2009 às 20:56

Olá Alex,


Eu sou de uma cidade também um pouco assim... que de verdade pouco tem... onde o crime existe cada vez mais.
Eu sou de uma cidade também um pouco assim... as luzes acendem-se... eles entram, elas saem
A minha cidade, eu vi-a modificar-se
A minha cidade
Às vezes fico feliz por lá voltar,
Outras triste por nas notícias ouvir falar


Gostei muito do teu poema

beijo

De Alexandrino Sousa a 25.10.2009 às 21:02

Amiga

Obrigada pelo teu comentário. Infelizmente as cidades estão cada vez mais irreconhecíveis e depois queixam-se que começam a ficar desertas...

Obrigada pelo carinho
Beijinhos e boa semana
Alex

De Nela a 26.10.2009 às 23:38

Boa noite Alex,

É tocaste numas das feridas das nossas cidades e
na doença que assolou muitos dos relacioamentos, por isso as cidades tem essa chaga...
Porque as pessoas, já há muito tempo que não param para pensar no outro, para falar com o outro, para existir uma comunhão de felicidade, isso é utopia ...
Só andamos mesmo preocupados com o nosso umbigo ...
Beijos
Nela

De Alexandrino Sousa a 27.10.2009 às 18:51


É isso Nela,

As cidades começam a ser fantasmas de cimento, com alguns deles com divertimento para alguns...infelizmente

Beijinhos
ALex

Comentar post