Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Pétalas de Dor

Segunda-feira, 11.01.10

 

 

http://illuminatti.zip.net/images/Rosas.jpg

 

Olho teu rosto, rosto de mulher,

rosto que sorriu e fez sorrir,

que fez sonhar, e..... chorar...

Os anos por ti passaram

e rudemente te marcaram,

severamente te castigaram

por tantos anos a trabalhar...

 

Ao espelho finges não ver

o que os cremes não podem esconder...

E assim sorris para a vida,

a quem estás agradecida

não pela beleza que te retirou,

não pelos amores que te deu,

mas pelo doce coração que em ti nasceu....

 

És uma Rosa, Rosa em flor,

sem espinhos, mas com amor,

e as pétalas que caem, são de dor

pela vida não ter sido melhor...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 18:43


2 comentários

De Helena Paula Aveiro a 13.01.2010 às 23:40

Feliz da mulher para quem um homem escrever este poema!
E feliz é o homem que tem a quem o dedicar!
Sinto-me tão pequenina a comentar o que escreves...
Beijinhos

De Alexandrino Sousa a 14.01.2010 às 19:49


Amiga Helena,

Fico quando assim escreves...Eu já te disse (e se não disse, digo agora), tu escreves maravilhosamente bem...Gosto de ler tuas histórias quer da vida pessoal, quer do clube, e acredita, prendem-nos até o fim

Beijinhos
Alex

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.