Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



AUTO RETRATO

Quinta-feira, 03.01.08

                                                                                                                                 

                                 

Auto retrato

 

 

Olho para o espelho

E o que vejo ??

“mil anos” passaram

e te curvaram...

os cabelos rareando,

as rugas te marcando...

Mas teu olhar...

Sim, teu olhar permanece

Calmo, doce, azul...

E se teu corpo padece,

Teu coração continua “fool” !

 

Amas, há como tu amas

Loucamente...

Te entregas quantas vezes

Precocemente...

 

Olho para o espelho

E o que vejo ??

 

Não sei se tenha pena

Ou se siga em frente...

Se com minha mão

Rude, carente,

Qual golpe fulminante

Em mil cacos te transforme...

 

Espelho meu, espelho meu,

Para quem sorri, e te fiz “falante”,

Qual acto de magia

Me “deforma”,

Se possível me molda

Á imagem que guardo dentro de mim...

Imagem sem tempo,

Imagem sem fim....

                         

                                                                                                                                                                   

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:22


3 comentários

De Paulo Sousa a 05.01.2008 às 14:13

Se fosse a si colocava direitos de autor, pois não me admira nada estes textos dentro em breve estarem a ser publicados por alguém.

Abraço

De Daniela a 05.01.2008 às 18:02

Foste mesmo tu que escreveste isso, padrinho??
Beijinhos.

De A. Manuel a 13.01.2008 às 23:30

Oi ALex

Até os afilhados se admiram, nada que não soubesse de há longa data...
Abraço.

Comentar post