Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Na Noite...

Sexta-feira, 11.06.10

 

 

Quanto silêncio...

vem até mim...mostra-te para mim

brindemos ao amor...ao amor...

beija-me...teus lábios sedentos de paixão,

tua boca doce de álcool...beija-me...

deixa passar o tempo,

o tempo nada nos diz,

o tempo ficou lá fora,

aqui, só dois corpos se unindo,

e até as paredes adormeceram...

Fica no meu silêncio...no nosso silêncio...

 

Abraça-me...aperta teu peito ao meu,

sente o calor de nossos corações batendo...

Quanto silêncio,

quanta paz interior,

quanto amor extravasando...

Apaga a luz,

deixa que nossas mãos guiem nossos desejos,

só mais uma vez...

Apaga a luz,

deixa que nossos corpos adormeçam no silêncio,

no nosso silêncio...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:22


5 comentários

De gatinhaperdida a 12.06.2010 às 22:19

Adorei amigo,
Veio-me as lágrimas aos olhos....ehehehe..
Muito bonito!! :D

Beijinhos e bom fim-de-semana :))

De Alexandrino Sousa a 13.06.2010 às 22:01


Amiga Inês,

Apenas recordações que de vez em quando se atravessam em minha memória...
Fico feliz que tenhas gostado

Beijinhos e boa semana
Alex

De gatinhaperdida a 13.06.2010 às 22:20

Obrigada,então por essa tua partilha :)

Beijinhos e obrigada,
Boa semana também para ti e que corra tudo
bem. ;)

Tudo de bom e fica bem.
Inês

De mafalda-momentos a 17.06.2010 às 18:50

Alex
És um poeta do amor, onde a sua busca é uma constante.
Recordações, presente, futuro... o amor vive em ti.

Apaga a luz... mas nunca deixes de o ver dentro do teu coração.

Um beijinho amigo
Mafalda

De Alexandrino Sousa a 11.07.2010 às 23:22


Amiga,

Não deixarei nunca de ser sonhador, e talvez passe para a escrita o que vivo ou vivi.

Beijinhos Amiga
Alex

Comentar post