Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Tempo sem horas...

Quarta-feira, 30.06.10

 

 

Onde param as horas do meu tempo?

Dirijo depressa, corro, atravesso a vida,

mas...o tempo...? onde param as horas do meu tempo??

(Tempo sem horas, é tempo parado no tempo...)

E assim morrem os dias, as noites sem sonhos,

assim morrem meus pensamentos ausentes...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Alexandrino Sousa às 22:37


4 comentários

De mafalda-momentos a 01.07.2010 às 19:21


Alex

O tempo que passas quando escreves, nunca é tempo sem horas.

Transformas esse tempo em palavras que desenham poemas e ocupam o tempo do teu pensamanto assim tão presente.
Beijinhos
Mafalda

De Alexandrino Sousa a 14.07.2010 às 23:03


Amiga Mafalda, o tempo voa, e muita coisa fica por fazer ou dizer...muitos sonhos por cumprir...O tempo voa até mesmo aqui quando espero alguma inspiração.

Beijinhos
Alex

De Nela a 03.07.2010 às 01:48

Olá Amigo,
Tdo bem?!
O teu poema, fez-me lembrar de mim!
Corro atrás da vida e parece que ela se me escapa pelos dedos! Tenho medo de perder esta corrida
Porque quero sonhar e viver!
É lindo o teu poema, não me canso de te dizer!
Meu querido Amigo tem um bom fim de semana
Beijinhos

De Alexandrino Sousa a 14.07.2010 às 23:04


Amiga Nela,

não vais perder corrida nenhuma. És uma mulher de coragem e desejosa de vida. Tudo vai correr bem

Beijinhos
Alex

Comentar post