Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Eu, em definição...

Segunda-feira, 08.11.10

 

imagem Google

 

Tento me encontrar e não me encontro,

ou talvez eu não exista, ou me esconda

me refugiando no silêncio, sem confronto,

sem debates estéreis, pouca monda...

 

Meu mundo é interior, belo, e de rara leveza,

sensível, por quem os olhos falam por mim,

recatado, fulminado, extasiado pela beleza

de uma mulher, por um corpo envolto em cetim...

 

Podem falar, guerrear, ou até xingar,

que quando ela entrar, tudo em volta ruiu,

meus olhos a tomarão com o olhar.

 

E quando ela sair, cabisbaixa, envergonhada,

sentindo-se nua por quem a despiu,

deixai-me sonhar, será minha na madrugada...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:34


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.