Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



CAMINHANDO NA AREIA

Terça-feira, 15.01.08

Pela praia vazia, ventosa, húmida,

seguindo sem destino

tento ouvir a voz do vento,

tento ouvir o pensamento,

murmúrios de dentro de mim...

Tento ouvir tua voz,

e olho em redor...

Tu não estás,

mais uma vez não virás,

Apenas gaivotas em bandos na areia.

Continuo caminhando passo a passo

(já vai longa a caminhada...)

A areia húmida

se deixa pisar,

(sinto-a engolir meu andar)

Vida que vais fugindo,

anos que vão passando,

destino que está traçado

no mar põe teus olhos.

Minuto a minuto se renovando

é a força, é a beleza em cada onda.

É a morte na areia,

para logo renascer lá além.

Mar, faz-me renascer também........

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:04