Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



EU TENTEI....

Segunda-feira, 23.02.09

 

http://images.orkut.com/orkut/albums2/ 

Tentei te falar,

ler-te um poema,

ou talvez te soletrar

uma palavra,

Única,

do verbo Amar...

 

Tentei te falar,

dizer baixinho,

No ouvido,

devagarinho,

O que tem sentido,

o meu carinho...

 

Tentei te falar

e não consegui...

O que ficou por dizer,

talvez vá esquecer,

ou o destino vá lembrar,

o que um dia senti por ti...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 14:33

À ESPERA DE UM SINAL

Segunda-feira, 23.02.09

 

 

http://www.sardenbergpoesias.com.br/ 

A semana foi longa e triste...

A boa nova à tanto tempo esperada,

demora, e meus receios se avolumam...

O meu dia a dia é feito de nada,

e em cada carta, cada chamada,

a angustia de noticia ruim...

Mas quando tudo isto terá fim??

 

Mas meu universo não tem culpa,

a família não tem culpa,

e nos aniversários da irmã, da sobrinha,

mantenho o sorriso, "desligo a campainha"

que me trai o pensamento...

A vida corria qual veleiro embalado pelo vento,

mas o  "vento" parou em qualquer mar alto...

 

Nesta semana, tudo é fantasia...

O povo, as ruas, até o tempo

quer reinar, mostrar alegria...

Mas serei só eu fora do tempo??

Tanto quis entrar neste tempo

com planos, ideias, passatempo,

e tudo se vai nas asas do vento....

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 11:05

Para a semana temos feriado

Segunda-feira, 16.02.09

 

Quis o destino trocar-me as voltas...

 

Após longa história de luta e sacrifício,

tudo parecia se recompor...

as férias, as benditas férias de Agosto,

os passeios de fins de semana,

um dia de férias para a feira de Espinho,

os desfiles de carnaval,

o adormecer sobre um rochedo, meu, só meu,

ou admirar o mar, aquele imenso mar...

 

O destino nos engana (ou quer enganar),

e num piscar de olhos, num pestanejar,

as voltas que a vida dá,

o que é hoje, não será amanhã,

a não ser que tudo enfrentes...

 

Por vezes é bom  ser demente,

viver na contra mão,

em contínua transgressão,

de boas acções está o mundo cheio,

e fica bem quem está fora do meio...

 

Porque para a semana é Carnaval,

não, não me vou mascarar,

nem tão pouco saltar ou dançar,

insultar também não é meu feitio,

ainda que ninguém leve a mal...

 

O meu tempo está em pousio,

aguarda noticias, um juiz porreiro...

talvez a vida ganhe alegre corrupio,

e possa descansar o guerreiro...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:34

Letra para um dia SÓ

Segunda-feira, 16.02.09

http://oglobo.globo.com/blogs/arquivos_upload/2008/02/216_534-cabecudos.jpg

 

Povo que danças na rua,

saltas de emoção, de alegria,

solta teu ser, tua magia,

canta connosco esta canção.

 

A vida são só dois dias,

o ontem se foi e hoje está a acabar,

amanhã quem sabe vai lá chegar,

é bem melhor o povo dançar...

 

Em cada praça, em cada esquina,

o som do batuque, de uma concertina,

e o povo dança em frenesim,

chamam por ti, chamam por mim...

 

Eu também sou do povo,

e do que eu gosto o povo quer,

bom emprego e dinheiro no bolso,

e a seu lado uma boa mulher...

 

Povo que danças na rua,

saltas de emoção, de alegria,

solta teu ser, tua magia,

canta connosco esta canção.

 

Povo que danças na rua,

saltas de emoção, de alegria,

solta teu ser, tua magia,

canta connosco esta canção.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 19:10

Pecados Teus

Domingo, 15.02.09

 

http://files.nireblog.com/blogs3/etosbrasil/files/173_sereia_pedras.jpg

 

(texto de ficção)

 

Corri de pedra em pedra,

saltei todos os grãos de areia,

e em cada onda de espuma,

procurava-te bela Sereia...

 

Mas este não é o teu areal,

nem tão pouco teu Mar,

tuas canções melodiosas,

outros homens irão encantar...

 

Se vires os homens do mar,

deixai-os ir navegando,

seus filhos os esperam,

suas mulheres ficaram rezando...

 

Também sou homem do mar,

este mar que é minha gente,

e as sereias que aqui cantam,

também encantam em voz dolente.

 

 

Eu também fui encantado,

e preso ficou meu coração,

que fazer para me libertar

para o amor, para a paixão??

 

Corri de pedra em pedra,

saltei todos os grãos de areia,

e em cada onda de espuma,

procurava-te bela Sereia...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 17:30

Dia dos Namorados

Sábado, 14.02.09

 

http://www.eb1-monsarros.rcts.pt/Ano%202004-2005/imgs/desenhos/Dia%20dos%20namorados_andre_4ano.jpg

 

Dia dos namorados,

dia há tantos dias enunciado,

mas que dia será este

se mundialmente é falado,

e não existe em meu calendário???

 

Li posts de minhas amigas,

e algumas se sentem perdidas

pela falta de namorado...

Mas que triste vida, triste fado,

mas não chorem, noutros dias virá o amado...

 

O dia dos namorados

são todos os dias do ano...

e se o dito não existir nem em recado,

juntem-se a mim na fantasia,

pois de comércio é feito este dia...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 18:15

IMAGEM DE MIM

Sexta-feira, 13.02.09

 http://sonhoepoesias.sites.uol.com.br/imagens/pedaco-de-mim.gif

 

De frente para o espelho, eternamente calado e frio,

olhei bem no  fundo a cópia severa  de mim,

e pergunto: Porque não entendem o que escreves com brio,

se o que dizes são mágoas cobertas de cetim,

são nuvens sem água, são margens secas de um rio...

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 19:58

Amor Perfeito

Quinta-feira, 12.02.09

Amor-perfeito

  

("Amor Perfeito", foi a flor que escolhi para meu blog)

  

Chamei pelo Sol, e ele entrou em minha vida,

como também chamo por ti...

Tu és tudo para mim,,,

Tu fazes parte de mim...

 

E no canteiro de meu jardim

te plantei amor, "um amor perfeito"...

e quando passo por ti, são lágrimas de dor

as gotas com que te rego em flor...

 

Vem amor, vem num raio de sol,

vem nas asas de uma borboleta,

vem com o nascer do dia,

com o esvoaçar de uma andorinha...

 

Tu és o meu amor perfeito,

de mil cores são tuas pétalas, tua beleza,

aguarela criada na natureza,

tu és a razão do meu viver...

 

Vem amor, vem num raio de sol,

vem nas asas de uma borboleta,

vem com o nascer do dia,

no esvoaçar de uma andorinha,

Tu és o meu amor perfeito,

sem ti não tem mais jeito,

a vida perde a alegria.

 

 

Vem amor, vem num raio de sol,

vem nas asas de uma borboleta,

vem com o nascer do dia,

no esvoaçar de uma andorinha,

Tu és o meu amor perfeito,

sem ti não tem mais jeito,

a vida perde a alegria.

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 18:29

Sonhar Mais Alto

Quarta-feira, 11.02.09

 

(Mais uma tentativa...)

 

Por entre as flores do campo corrias,

e entre sorrisos e lágrimas de alegria,

por vezes parecias voar,

teus braços abertos qual ave a esvoaçar,

davam-te um toque de magia..

 

Voa Amor, entre os lírios e as papoilas,

eleva-me também neste céu de fantasia,

deixa-me sentir a maresia

do mar calmo dos sentidos,

dos dias soltos e perdidos...

 

Lá longe no monte mais alto,

onde não chego, não alcanço,

envia-me sinais de ti,

e bem juntinho ao sol, para mim sorri...

 

Estes são momentos de sonho,

como é um sonho teu voar,

ou nos verdes prados te encontrar...

Meu Amor, um dia vais nascer

quando entre as flores eu adormecer...

 

Lá longe no monte mais alto,

onde não chego, não alcanço,

envia-me sinais de ti,

e bem juntinho ao sol, para mim sorri...

 

Lá longe no monte mais alto,

onde não chego, não alcanço,

envia-me sinais de ti,

e bem juntinho ao sol, para mim sorri...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:23

PORQUE PARTISTE??

Quarta-feira, 11.02.09

 

(mais uma tentativa...) 

 

Partiste, ainda o sonho nascia,

e na casa vazia

nada ficou, nem tua fotografia

que sempre julguei de fantasia...

 

Mil vezes quiseste partir,

e eu não te  deixava  seguir

teu caminho...partiste sem eu sentir,

e agora para quem sorrir ??

 

Tu, que me levaste a emoção e  vida,

porque não voltas com o vento,

porque não viajas no tempo,

se no tempo andas perdida?? 

 

Nesta casa vazia e triste,

já não há vida, não há nada,

e até as flores na jarra arrumada

jazem de saudade, da tua mão de fada...

 

Tu, que me levaste a emoção e  vida,

porque não voltas com o vento,

porque não viajas no tempo,

se no tempo andas perdida?? 

 

Tu, que me levaste a emoção e  vida,

porque não voltas com o vento,

porque não viajas no tempo,

se no tempo andas perdida?? 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 20:56