Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Contemplo-te...

Sábado, 11.02.12

 

 

Contemplo-te na tarde fria

como se houvera magia

neste teu olhar.

Teu olhar é como um rio

de calmas águas,

sem margens,

sem destino para desaguar,

é um ponto de encontro,

onde me reencontro,

onde me deixo navegar...

Contemplo-te na tarde fria

até que o sol se ponha,

até que nasça um novo dia...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 17:52

Um Ano, Uma Vida

Sexta-feira, 10.02.12

 

 

Foi ontem, ou à um ano,

que importa, se neste correr

tanta coisa aconteceu,

e ainda não baixou o pano...

 

Este amor é uma canção,

uma história do cinema,

algo gravado na nossa vida,

filme tão intenso de emoção...

 

Acendo uma vela, faço um desejo,

e no bolo que não partimos,

sonho ver mais vintes

que um dia apagaremos...com um beijo...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 23:31

Na Sala de Cinema...

Sexta-feira, 10.02.12

 

 

Imagino uma sala de cinema,

um filme sem nome,

actores sem rosto na tela colorida...

Na sala de cinema,

dois actores principais,

sem pipocas, sem bebida,

embrenhados na penumbra,

mãos em desordenada mexida

como se procurassem o guião...

Na sala de cinema,

não há filme, não há canção,

mas entretenimento de ocasião...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 23:00

No silêncio da noite

Quarta-feira, 08.02.12

 

 

Quando a penumbra da noite se transforma

e se soltam os meus medos mais recônditos,

 

Quando por entre os dedos esguios

sinto fugirem laços de ternura,

 

Quando na madrugada, ainda silenciosa

se propagam seres na parede fria,

em ritmos loucos de prazer,

em gestos possuídos de magia,

 

Talvez nesse tempo, te procure,

talvez até te mande abraço perfumado

pedindo de volta um beijo, que sempre dure....

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 19:36

Mar de Inverno...

Terça-feira, 07.02.12

 

 

 

Revolto está o mar de inverno,

de brancas ondas,

de longo rebolar na areia...

Finjo ser criança em momento de alegria,

e corro, corro, como se elas quisessem me apanhar,

como se eu pudesse fintar o mar...

Criança tem seu mundo de fantasia...

 

Em minha mão, por entre os dedos,

se esvaem os grão de areia

onde pensava prender o mar...

Criança não pára de sonhar...

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:36

Estrela Maior

Segunda-feira, 06.02.12

 

 

 

A noite tem mil encantos...

Que o digam os donos da rua

aqueles que á rua chamam sua

quando olham as estrelas...

 

E como brilham no imenso céu

onde procuro um sorriso teu,

um beijo em forma de piscar,

um convite para jantar...

 

Olá, Minha Estrela maior...

Olá, Meu Grande Amor...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:08

Café da Manhã...

Domingo, 05.02.12

 

 

Despertam os sentidos em cada amanhecer...

lentamente sentimos pulsar a vida

em cada gesto, num olhar ainda preguiçoso

lamentando o tempo perdido no adormecer.

O espírito anseia dose dupla numa bebida,

num café da manhã, em cada acordar...

 

Café da manhã... uma bebida, uma paixão,

um estimulante, quase perdição...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 09:23

Brisa da Manhã...

Sábado, 04.02.12

 

 

Se a brisa do tempo norte

me trouxesse o perfume da manhã,

e cada raio de sol, o abraço forte

que sustém a respiração,

adormeçam os sentidos em pura lã,

fazendo sonhar o coração...

 

Quão perfeito seria o dia

se este tempo fosse de primavera,

e uma andorinha me traria

uma flor de cheiro, uma hera,

a adornar a vida de alegria...

 

Se o fumo da lareira acesa

que sai em recados de vida,

trouxessem eles a certeza

do perfume em tua pele,

essa fragrância colorida

a pintaria em mil flores de papel....

 

Quão perfeito seria o dia

se este tempo fosse de primavera,

e uma andorinha me traria

uma flor de cheiro, uma hera,

a adornar a vida de alegria...

 

Se logo te perderes no céu imenso

que os deuses pintaram de estrelas,

não te deixes cegar pelo intenso

brilho, querem-te levar,

não vás roubar o brilho delas

em tantos corações a sonhar...

 

Quão perfeito seria o dia

se este tempo fosse de primavera,

e uma andorinha me traria

uma flor de cheiro, uma hera,

a adornar a vida de alegria...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 11:38

Raios de Luz...

Quinta-feira, 02.02.12

 

 

Se fosses a luz do dia

e eu a sombra de teus passos,

e essa luz meu guia

me levando a teus braços,

oh meu amor quem diria,

que este sentimento

envolto em mil laços,

(não, não são laços de fantasia),

é saudades do momento

do aconchego de teus abraços...

 

Noite, que te deixas embalar pela lua,

não voltes, adormece na outra rua...

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:04

Em busca de tudo...

Quarta-feira, 01.02.12

 

 

Deslizam minhas mãos nas linhas puras

cinzeladas pela brisa do norte,

aqui e ali, pontos cardeais,

planície a descobrir com alguma sorte, 

e um olhar onde os sonhos são tão reais.

 

Perco-me nesses sonhos, nesse mar,

sem abrigo, sem âncora, sem nada,

despojado de tudo, mas tanto a dar,

e esse tanto é tão pouco, sinto-o,

com tanto que me dás, desinteressada...

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Alexandrino Sousa às 21:23


Pág. 2/2