Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Tardes de Imaginação...

Segunda-feira, 09.07.12

 

 

Lentamente se põem o sol

na tarde calma de mais um dia,

sem nuvens no além, sem vento,

sem pressas nos ponteiros do tempo,

mas onde a saudade sorria

e o coração em silêncio sofria...

 

As longas tardes de verão

são fascínio, viagem da imaginação,

são convites ditados pelo prazer,

sorvendo um gelado, ou bebida qualquer,

são retiros, livros para ler,

contemplação de corpo de mulher...

 

Lentamente se põem o sol

na tarde calma de mais um dia,

e no rosto, sente-se a brisa, fria,

chamando a noite, chamando a lua,

e passeiam namorados pela rua,

trocando carícias, mimos de alegria...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:08