Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Chuva na Manhã...

Domingo, 14.10.12

 

 

Chuvosa a manhã de domingo,

fria e triste a imagem que fica...

lembras das manhãs de sol,

de calor, e sabor a mar??

lembras dos olhares, ai nosso olhar,

que permitia ver mil desejos...?

na penumbra do quarto vazio,

a solidão, e a recordação,

fazendo companhia na estação,

nesta estação que me traz o frio,

e algum calor ao coração...




Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 10:54

no entardecer...

Sábado, 13.10.12

 

 

é no entardecer das tardes de Outono

que o aconchego desperta,

que a saudade como que aperta

este espírito frágil, sem dono,

mas tocado pelo amor em silêncio...

 

recosto-me nesta cadeira vendo as primeiras estrelas,

meu corpo coberto por esta manta que já foi nossa,

e todo um enredo se liberta no meu pensamento...

e como num filme, recorda-se cada momento

cada cena, sendo nós os actores a vivê-las...

 

frágeis são os finais de tarde de Outono,

como frágeis os amores que nasceram no verão,

ao sabor das ondas, dos apelos da estação,

mas eternos os amores ligados por este fim de tarde,

pela nostalgia das cores, pelo frio, pelo aperto no coração...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 23:19

momentos sensíveis....

Sábado, 13.10.12

 

ficam sensíveis as tardes de Outono,

de tão sensíveis que ora choram 

quando se passeiam as nuvens,

ou então riem fantasiando-se de verão.

 

e no silêncio desta estação,

a sensibilidade contagia minha alma...

 

leio poesia, bebo as palavras como passatempo,

como se cada verso, cada poema,

trouxessem a paz a este mundo de dilema,

de contradições, como este tempo...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 17:15

Lado noturno...

Quinta-feira, 11.10.12

 

 

se te perguntasse noite,

de que são feitos teus sonhos,

teus receios, tua esperança??

de que são feitos teus caminhos,

se na noite, apenas vejo trilhos

que marcados pela luz da lua,

guiam meus passos perdidos??


Mas nada pergunto, noite...


a escuridão de que te vestes,

são mágoas que teu corpo encerra,

rosto sem imagem, sem coragem,

de um amanhã que podia ser luz...

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 23:05

Amanhã...ao acordar...

Terça-feira, 09.10.12

 

 

Amanhã, de manhã,

no momento de acordar,

eu sei que vais chegar

com o café da manhã,

e teu rosto a sorrir....

 

suavemente vais me chamar,

tuas mãos vão me tocar,

teus lábios vou sentir

no teu doce beijar,

amanhã ao acordar...

 

e as paredes terão o azul do céu,

e o tecto o brilho do sol,

como se o mundo fosse só teu e meu,

e o paraíso, um lugar ao sol

onde habitavam só tu e eu...

 

Amanhã, de manhã,

será sempre um novo dia,

cheio de encanto, de fantasia,

mundo de sonhos e de esperança

que só amando se alcança...

 

Amor, Amanhã de manhã,

mesmo sentindo-te ausente,

sei que estarás presente

no sabor do café da manhã,

na brisa que passa, na minha mente...

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:18

Mil Anos, Mil Desejos....

Segunda-feira, 08.10.12

 

 

já passaram mil anos nos dias que vivemos,

já passaram mil aventuras , mil desejos,

já foram mais de mil os actos de amor, os beijos,

e outros mil que a nós mesmos prometemos.

 

e em cada novo dia, uma promessa de eternidade,

mil anos que renascem em cada dia adiado,

corpo carente, ardendo de paixão, insaciado,

mil loucuras na mente,  incendiadas pela saudade...


Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:56

Imaginação....

Domingo, 07.10.12


 

 

fosse eu vento e pudesse sacudir teus medos,

fosse eu mar e pudesse purificar tua alma,

fosse eu terra e te cobrisse para a eternidade...

quanto seriam felizes teus olhos, teus segredos,

teus sonhos, teu desejo de liberdade...




Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 18:14

Apenas palavras...

Sábado, 06.10.12

 

 

 

escrevo palavras,

letras com som,

que desenhadas

ou até pintadas,

quando rimadas,

tocam o coração....

 

soubera eu tocar,

em forma de piano

ou até de violão,

e haveria eu de cantar

as letras com som,

numa bela canção...

 

acendo um cigarro

à noite na solidão,

a esplanada vazia,

o roncar de um carro,

a aragem por companhia,

e queimo mais um cigarro...

 

e saem palavras à solta,

a voz em rouquidão,

é apenas uma canção

que implora tua volta

chorando o coração,

que ninguém vê na escuridão...

 

escrevo palavras,

letras com som,

enquanto acendo um cigarro

à noite na solidão...

e saem palavras à solta...

é apenas uma canção...



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 16:13

Amanhã...

Sexta-feira, 05.10.12

 

 

 

há poemas lançados ao vento,

versos que cantam o amor,

há histórias vividas no tempo,

escritas com lágrimas de dor.

 

há montes e vales perfumados,

odores que vibram os sentidos,

abraços e beijos adiados,

espaços que julgamos perdidos.

 

no raio de sol que me aquece,

ondas de sonho, fé e fantasia,

memórias que o coração não esquece,

e o pensamento em solidão alivia.

 

nas águas deste ribeiro que passa,

lavo meu corpo, meu tormento,

tudo o que no tempo ficou sem graça,

e em graça espero novas do tempo...

 

e no amanhã que há-de vir,

quero ver, ler, tua alma,

quero de novo ver-te sorrir,

 

sentindo teu doce olhar,

e em cada frase, a calma...

na sedução, o teu doce amar...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 16:47

Na noite....

Quarta-feira, 03.10.12

 

no silêncio da noite,

como por magia

das minhas mãos,

mãos de carinho e tentação,

saías em forma de som,

e tuas palavras,

melodia de embalar...

 

aumento o som,

dou largas à imaginação...

e se na noite fria,

pela brisa em movimento,

viesses envolta num lenço,

ou escondida numa nuvem

feito estrela brilhante...?

Kuam belos e tentadores

os sonhos de todos os amores...



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:39