Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



segredos...

Quarta-feira, 12.12.12

 

 

 

Não me peças para cantar o amor

se de amor são as palavras

que escrevo, que soletro,

mesmo não sendo em verso,

porque tu sabes, falar de amor,

é deixar falar o mais íntimo de meu peito,

é desvendar os segredos do coração,

é cair na tentação

de revelar o que não tem mais jeito...

 

Mas posso te cantar a vida,

o azul do céu em cada amanhecer,

a esperança jamais perdida

que o amanhã vai acontecer...

posso até te desenhar a lua,

que não sendo minha nem tua,

junto a nós adormece, em cada anoitecer...

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:00