Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



palavras ao vento...

Sábado, 19.01.13

 

 

 

dizes-me palavras que eu não entendo,

uma vezes vestidas pelo sol do verão

outras tão enrugadas pelo frio do inverno...

quer minha alma perceber

se as lendo, amanhã será primavera,

ou virá o Outono da vida.

não me fales nunca, palavras

que não sabes o que querem dizer,

ou se sabes, faz de conta,

deixa assim a vida correr...




Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 20:01

como um rio...

Sábado, 19.01.13

 

 

sempre esperarei por ti,

ainda que as horas sejam pesadelos,

ou apenas saltos de cotovia.

esperarei por ti na noite

porque são tuas mãos, teus lábios,

que me adormecem até ser dia.

esperarei por ti ouvindo o cantar do rio

quando de pedra em pedra,

vai correndo para o mar...

assim como o rio, é este o meu fado

de em teus braços desaguar...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 18:26

Teus encantos...

Quarta-feira, 16.01.13

 

 

secam meus lábios

sedentos de lábios teus...

entristecem meus olhos

pela ausência dos olhos teus...

que foi que eu fiz?

que castigo me foi imposto,

se tudo o que mais gosto

em ti existe...os encantos teus...

 

perco-me no vazio da noite,

nas sombras que vagueiam pela parede

na longa solidão,

espíritos rondando em alucinação,

enquanto aquieto minha sede

aguardando gestos teus,

vindo de encontro, ansiando gestos meus...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:36

meu jeito de escrever...

Quarta-feira, 16.01.13

 

 

 

sei que não tem mais jeito

este meu jeito de ser...

escrevo sobre a terra, sobre a lua,

escrevo sobre o mar, o areal,

sobre crianças que brincam na rua,

sobre meu jardim, este em fase terminal...

 

mas sinto que são palavras ocas,

descritivas, quase banais...

as palavras que eu sei dizer,

tantas e tantas e são tão intemporais,

essas não me canso de escrever...

talvez porque as sei de cor, são sempre iguais...

 

olho-me ao espelho mais uma vez,

e de tanto olhar, imagino ali tua imagem

perfeita e definida, não, não é miragem,

nem uma certeza, mas um talvez

de que o amanhã há-de vir,

e juntos ao espelho, um dia vamos sorrir...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 20:06

era noite...

Terça-feira, 15.01.13

 

 

era noite,

como tantas as noites

que a vida nos fez sonhar...

 

caminhando, contava os passos

que levariam ao infinito,

espaço perdido

entre o imaginário

e a realidade, com todos os laços

que não fazem mais sentido...

 

Quão belas as noites

de sonho e fantasia,

de encontros e reencontros,

de sussurros, que noite após noite,

marcam o nosso tempo...

 

e vivendo assim, sem lamento,

em noite de grande tormento,

sonharemos ver estrelas...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 23:22

escrita com cor...

Domingo, 13.01.13

 

 

 

faz-se tarde, e escura é a noite.

o céu, de cinzento se vestiu

e mesmo o sol que na tarde sorriu,

de envergonhado se foi...

 

que importa se não há estrelas no céu,

se a lua amuada, não apareceu?

 

desfolho meu diário da vida,

e cada linha, cada palavra,

tem uma história consentida,

como só os amantes sabem escrever...

 

este livro, este diário do querer,

é a prova mais querida,

de que o amor tudo pode vencer...

 

faz-se tarde, e escura é a noite...

mas de tanto desfolhar, tanto ler,

fecho meus olhos até o amanhecer...

um dia, na manhã, o sol irá sorrir...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 20:09

anjos no paraíso...

Sexta-feira, 11.01.13

 

 

é noite meu amor....

e na escuridão que se abateu

ninguém se vê, ninguém...

parece que o mundo se escondeu

dos pecados que cometeu,

mas nós amor, nós somos parte do além,

quais anjos acima de tudo,

para além de tudo...

 

repara na árvore mais alta,

na copa mais frondosa,

nas aves que ali adormecem,

serão também eles anjos em alerta?

"voo" até eles e não me reconhecem...

pobres, sem mente desperta,

sem sonhos para além do voar,

sem história para um dia contar...

 

escrevo mais uma página deste diário

que sei de cor, lembro seu inicio,

que partilhei, alimentei o vicio,

como se alimenta a alma...

um dia, numa varanda ao pôr do sol,

vendo o mar em múltiplas cores,

talvez te leve um ramo de flores

e façamos um brinde à vida... numa tarde calma...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:02

meu rumo, meu norte....

Quarta-feira, 09.01.13

 

 

 

 

ainda que não libertem os anjos do céu,

ainda que o sol queime as asas que Deus me deu,

serão meus passos, meus guias, meu norte,

será meu pensamento o rumo, minha sorte,

até que o mundo vire tudo de pernas para o ar...

pouco importa....ser feliz, é uma forma de estar...

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:16

O sino na igreja...

Domingo, 06.01.13

 

 

 

toca o sino na igreja,

e a cada batida,

perdeu-se um pouco de vida,

e nem demos por nada...

 

conta amor,

conta o tempo que lentamente passa,

o inverno frio, ou o verão com calor,

os sonhos inventados,

(dizes tu que apenas adiados),

e tanto, tanto, que temos para dar...

 

o sino continua tocando na igreja,

batida seca, segura e precisa,

e nós continuamos, de forma indecisa,

aguardando as andorinhas, a primavera...

 

no átrio da igreja, brincam as crianças,

parecem felizes, brincam com o tempo,

vês, haveremos de ficar ao relento,

e assim, controlar o tempo...sem o sino da igreja...




 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 17:45

Melodias....

Sábado, 05.01.13

 

 

melodias de paixão e desassossego,

invadem meu ser, ser em reconstrução...

 

deixo-me levar pela fascinação

a que me prendo, a que me apego,

como se melodias do coração...

 

em cada melodia, o canto da sereia,

sons do infinito, tal a magia,

fios de seda que me entrelaçam numa teia...

 

solto vivas à vida com som, alegria,

esperando renascer o sonho,

aguardando na noite que nasça o dia...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:57


Pág. 2/2