Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



no silêncio...

Sábado, 03.08.13

 

 

como desceu rápido a noite,

o vazio do silêncio,

e a penumbra nas paredes...

lá fora, o vento tudo agita,

as sombras se agigantam

e arrepiam o comum dos mortais...

 

ainda à pouco brilhava o sol,

ouviam-se as andorinhas,

as crianças sorrindo...

ouviam-se os sonhos,

os desejos palpitavam,

os olhos brilhavam...

 

fecho os olhos ao silêncio,

ao medo que sobrevoa

e trespassa este ser,

como folha seca de árvore,

como pedaço de papel

ressequido pelo sol...

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:11

o silêncio das palavras...

Sexta-feira, 02.08.13

 

 

como faca de dois gumes,

o silêncio corta a poesia

das palavras da alma,

o brilho do sorriso,

o esplendor do amor...

 

como se o silêncio

usurpasse a voz do coração,

mutilando-o

em mil pedaços,

o espalhasse pelo chão...




 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:25


Pág. 2/2