Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



meus barcos...

Sábado, 07.09.13

 

 

lancei meus barcos ao rio,

barcos de pescador sem redes.

em cada barco, um baú de recordações,

histórias vividas ou violentadas entre paredes...

 

esses barcos não têm timoneiro,

não têm vela para seguir os bons ventos.

são barcos fantasmas, perdidos,

como os corações sós, sofridos, entre lamentos...

 

se os vires, não tenteis a salvação,

deixai-os seguir, naufragar entre as turvas águas,

deixai-os afogar, que se apaguem as memórias,

as agonias, os sonhos e as mágoas...





 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:23

boa noite....

Terça-feira, 03.09.13

 

 

é noite, num setembro ainda de verão...

as noites quentes e ao mesmo tempo frias,

são como pedras no caminho dos sonhos

onde não existe paraíso nem imaginação,

apenas vales entre montanhas,

desfiladeiros vivos, ecos do coração...





Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 23:08

até amanhã...

Segunda-feira, 02.09.13

 

 

passam os minutos, os dias, o tempo

que nunca soubemos ter,

que nada fizemos para viver...

girando a terra, adormecem as incertezas

num sono profundo, de tudo alheio,

esperando um novo renascer,

o sol da manhã, o perfume do teu ser...





Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:46


Pág. 2/2