Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



na palma da mão...

Terça-feira, 20.05.14

 

 

 

é nas águas calmas de um rio

que navega o pensamento,

sem barco, sem remos,

apenas flutuando, deslizando

tal a leveza que leva dentro...

 

não ousem tocar, acordá-lo,

ou numa pequena onda

puxá-lo à margem,

pretende-se demorada a viagem

antes que o mar possa levá-lo...

 

se chegarem as chuvas de Abril

e se os desenlaces forem mil,

outras águas calmas surgirão,

num rio, num ribeiro, numa concha em minha mão...

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:56