Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



aromas da manhã...

Segunda-feira, 26.05.14

 

 

no ar fresco da manhã, os aromas,

as lembranças, as palavras

ainda ressoando no tempo,

com toda a gente que passa

com ou sem destino certo...

 

que importa... leva-as o pensamento,

as horas certas do relógio,

e nem reparam quem fica,

quem, no olhar, está ausente

ou tão só, só, no meio da gente...

 

o ar fresco da manhã, é uma ilusão,

é um escape, hipotética recaída

nos caminhos sem direcção,

ou trilhos perdidos...quantos, sem saída...

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:08