Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Na Noite...

Quarta-feira, 11.05.11

 

 

No silêncio escutaste minhas preces,

e no silêncio foste ganhando forma,

sim noite, por ti suplico em cada fim de tarde

como se tua ausência fosse meu fim,

como se as trevas fossem a outra parte de mim...

 

Toma-me em teus braços, afaga meus sonhos,

embala-me até o amor ressuscitar,

e quando ela (o outro amor) chegar,

faça-se festa, a vida irá renascer

em dois corpos comungando prazer...

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Alexandrino Sousa às 22:20