Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Tarde de Sol e Sonho...

Domingo, 25.09.11

 

 

Tarde de sol e sonho,

de luz e poesia,

onde nem uma folha bulia

ou uma criança gritava,

apena o mar ondulava...

 

E eu me passeio abstracto

olhando o mar sem fim,

se passaste por mim,

não vi... meu olhar ausente

não vive o presente...

 

Mas o sol cria em nós fantasias,

vida, dá-nos imaginação,

desassossego, inquieta o coração...

Tarde de sol e luz ofuscante,

preciso parar...a tarde morre num instante...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 18:38


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.