Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Na Esplanada...

Quinta-feira, 29.09.11

 

Vazia está a esplanada onde me sento,

lusco-fusco, algum relento,

nada peço, apenas admiro a paisagem...

 

Passam as pessoas, absortas,

e não me vêm ( ou fingem não ver),

sinto-me como noutra margem

perdido no próprio ser...

 

Telemóvel perdido na mão,

(fingimento de ocasião),

como se algo fora acontecer...

(Como é triste a solidão...)

 

O cigarro é boa companhia,

ondas subindo na imaginação,

brilho da chama em ascensão...

 

Alguém se senta a meu lado,

perfume barato, em evaporação,

e um piscar de olhos...sem razão...

 

Finjo não ver...não é a ocasião,

e puxo de outro cigarro...

O fumo inebria meus sentidos,

sensações, prazeres proibidos...

 

Porquê adiar o que tem de ser??

Levanto-me num ápice e digo:

Queres um cigarro??

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 23:13


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.