Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O PSD E OS CANDIDATOS

Quarta-feira, 28.05.08

 

 

Acabei de ouvir na SIC Notícias, o 2º debate dos candidatos á presidência do PSD. Sendo eu um simples adepto daquele partido (portanto sem direito a voto), sinto que também deva ter opinião sobre estes candidatos

 

Na minha opinião, foi um bater no mesmo, isto é, o que ouvimos já tinha sido dito noutros momentos. Todos nós temos ideia de quem é Manuela F. Leite ou Pedro S. Lopes. Não saberemos tanto sobre Patinha Antão  ou Passos Coelho, e no entanto parece-me mais credível qualquer um destes.

 

Uns dizem que podem e devem baixar alguns impostos, outros que não é esse o caminho. Ou que se deve combater a invasão fiscal (felizmente que isso tem sido feito pelo PS). Enfim, uns mais optimistas e outros mais realistas.

 

Reconheço que tenho alguma admiração pelo P.Coelho e vejo esforço honesto no P.Antão. Já nos outros 2 candidatos, não consigo ver M.F.Leite ou P.Lopes a dirigir o partido e muito menos como candidatos a 1º ministro (quem não se lembra da ministra das finanças ou educação, e também do 1º ministro despedido)

 

Que pena tenho eu não ver neste partido um " Francisco Louçá ", aguerrido, consistente, bem preparado...

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Alexandrino Sousa às 23:08


8 comentários

De Tótós de Avintes a 29.05.2008 às 13:22

A regata dos Tótós de Avintes
No sentido de estreitar relações, estabelecer laços de cooperação e trocar experiências, realizou-se em 2005 a primeira regata entre um departamento com qualidade da n/ empresa e a sua congénere angola ...
Dada a partida, a equipa angolana de imediato distanciou-se, tendo cortado a meta com uma hora de vantagem.
Após o desaire, a direcção reuniu-se para determinar quais as causas de tão desastrosa actuação. Depois de longos e cuidadosos estudos, verificou-se que na equipa angolana havia dez remadores e um chefe de equipa e que, no conjunto português, eram dez os chefes e apenas um remador. Estes factos levaram a direcção a delinear e a pôr em prática uma nova estratégia para o ano seguinte.
No ano de 2006, após dado o sinal de partida, a equipa angolana começou imediatamente a ganhar vantagem desde a primeira remada. Desta vez, a equipa portuguesa chegou com duas horas de atraso.
A direcção voltou a reunir, após forte reprimenda da Administração. Verificou-se mais uma vez que os angolanos tinham atacado com uma equipa constituída por dez remadores e um chefe de equipa, enquanto os portugueses, cumprindo as eficazes medidas estudadas pelos estrategos, apostaram numa formação composta por um Chefe de Serviços, dois assessores da Administração, sete Chefes de Secção e... um remador e muita formação ...
Reunida novamente a equipa técnica, acertam-se novas estratégias e resolve-se, por unanimidade, atribuir um voto de desconfiança ao remador pela sua incompetência.
No ano de 2007, como era habitual, a equipa angolana voltou a adiantar-se à portuguesa, cuja embarcação encomendada ao recém-criado Instituto Inovação chegou com quatro horas de atraso...
Após a regata, e para avaliar os resultados, celebrou-se uma reunião ao mais alto nível, com a participação de toda a Administração, chegando-se à seguinte conclusão:
«Este ano a equipa angolana optou novamente por uma formação de um chefe e dez remadores. A Direcção Técnica, e desta vez com o apoio técnico da auditoria externa e a assessoria especial de todo o Departamento Informático, decidiu-se por uma formação mais vanguardista, constituída por um Chefe de Serviços, três Chefes de Secção, dois Auditores da conceituada AEP e quatro elementos da Prosegur , que vigiarão o desempenho do único remador.»
Na mesma reunião foi ainda decidido abrir um processo disciplinar ao remador, retirando-se todos os direitos e incentivos, devido aos fracassos acumulados. Foi ainda decidido que para 2009 seria admitido um remador apenas com contrato a prazo, pois vinha-se sentido que «a partir da vigésima milha o actual remador, talvez por pertencer aos quadros, tem uma baixa de rendimento, chegando perto da meta a demonstrar um comportamento que roça a má vontade».
Em 2008, tendo em conta a Resolução do Conselho de Ministros n.º 97/2004 de 18 de Maio, a equipa portuguesa foi desclassificada pelo Comité da Regata: é que o único remador que tinha sido admitido — com contrato a prazo — tinha visto o seu contrato não renovado...

De Alexandrino Sousa a 29.05.2008 às 19:56

Não sei se o trate por "totó" ou por "Broas de Avintes", mas qualquer um assenta-lhe que nem uma luva...
Então de que estava há espera?? que o remador português ganhasse ao grupo angolano??Lembre-se meu caro que o português é muito humilde e sente alguma displicência pelo amigo angolano, mesmo sendo 10/1. E depois existe aquele ar de graxa que se quer dar ao chefe "eu trabalho por vocês". Grandes idiotas, vêm o barco a afundar e nada se passa para eles...
Abraço

De Tótós de Avintes a 29.05.2008 às 13:27

Considerações sobre o trabalho
Chefe: É aquele que chega cedo ao trabalho quando você chega tarde, e chega tarde quando você chega cedo.
@

Director: Profissional altamente especializado que sabe absolutamente tudo sobre absolutamente nada.
@
Trabalho em equipa: Possibilidade de atribuir a culpa aos outros.
@
O cérebro é um órgão maravilhoso. Começa a trabalhar logo que acordamos e só pára quando chegamos ao escritório.
@
Você sabe que a sua lua-de-mel terminou quando liga para sua casa para dizer que vai ficar a trabalhar até tarde e o voice-mail responde que o jantar está no microondas.

De Tótós de Avintes a 29.05.2008 às 13:28

Sabes que estás a viver em 2008 quando...
1. Acidentalmente tentas introduzir uma password no microondas.
2. Há anos que não jogas paciências com cartas de papel.
3. Tens uma lista de 10 números de telefone para falar com a tua família de 3 pessoas.
4. Envias um e-mail ou ligas-te ao Messenger para conversares com a pessoa que trabalha na mesa ao lado da tua.
5. A razão porque não falas há muito tempo com alguns familiares é desconheceres os seus endereços electrónicos.
6. Usas o telemóvel na garagem de casa para pedir a alguém que te ajude a levar as compras.
7. Todos os anúncios da TV têm um site indicado na parte inferior do ecrã.
8. Se te esqueces do telemóvel em casa, coisa que não tinhas há 20 anos, ficas apavorado e voltas para buscá-lo.
10. Levantas-te pela manhã e quase que ligas o computador antes de tomares o pequeno-almoço.
11. Conheces o significado de lol, tbm, qdo, xau, msm, dps...
12. Não sabes o preço de um envelope comum.
13. Para ti ser organizado significa ter vários bloquinhos, uma agenda electrónica ou coisas do género.
14. A maioria das anedotas que conheces, recebeste por e-mail (e ainda por cima ris-te sozinho...).
15. Dizes o nome da firma onde trabalhas quando atendes o telefone na tua própria casa (ou até mesmo o telemóvel!).
16. Marcas o "0" para telefonar de tua casa.
17. Vais para o trabalho com preguiça quando o dia ainda está a clarear e voltas para casa quando já escureceu de novo.
18. Quando o teu computador pára de funcionar, parece que foi o teu coração que parou.
19. Estás a ler esta lista e estás a concordar com a cabeça e a sorrir.
21. Estás a concordar e tão interessado na leitura que nem reparaste que a lista não tem o número 9.
21. Foste verificar se é verdade que falta o número 9 à lista e nem viste que tem dois números 21.
22. AGORA ESTÁS-TE A RIR CONTIGO MESMO...

De Tótós de Avintes a 29.05.2008 às 13:33

O próximo Nobel da Economia...
Um velho agricultor, com sérios problemas financeiros, comprou uma mula a outro agricultor por 100 Euros. Concordaram que a entrega da mula seria no dia seguinte. Entretanto, no dia seguinte, o agricultor chegou e disse:
- Desculpe-me, mas tenho más notícias. A mula morreu.
- Bom, então devolva-me o dinheiro.
- Não posso. Já o gastei.
- Tudo bem. Mas traga-ma na mesma.
- E o que é que vai fazer com uma mula morta?
- Vou rifá-la...
- Você não pode rifar uma mula morta!
- Claro que posso! Só que não vou dizer a ninguém que ela está morta...
Um mês depois, os dois homens encontram-se e o agricultor que vendeu a mula perguntou:
- Então, o que foi que aconteceu à mula morta?
- Rifei-a como lhe tinha dito. Vendi 500 números a 2 Euros cada e tive um lucro de 998 Euros.
- E ninguém reclamou?
- Só o fulano que a ganhou na rifa... Devolvi-lhe os 2 Euros...

De Alexandrino Sousa a 29.05.2008 às 20:03

Esta do agricultor fez-me lembrar alguém...Alguém que até tentou vender a coitada da avó (e esta também já estava morta). Meu Deus como o mundo é perverso e enganador...
Nestes casos deveria fazer sua entrada triunfal, o velho general com sua espada para impedir estes negócios, e claro que acompanhado pelo sempre fiel corneteiro qual Dom Quixote e Sancho Pança.
Abraço

De Broas de Avintes a 29.05.2008 às 13:38

Diferença entre o tratamento por tu e por você...
Aqui está uma história que lembra o quão importante é o rigor na linguagem.

O Director Geral da n/ Empresa estava preocupado com um jovem e brilhante Chefe de Serviço que, depois de ter trabalhado com ele durante algum tempo, sem parar nem para almoçar, começou a ausentar-se ao meio-dia.Então, o Director Geral chamou um detective e disse-lhe:
- Siga o Chefe de Serviço durante uma semana, durante a hora do almoço.
O detective, após cumprir o que lhe havia sido pedido, voltou e informou:
- O Chefe de Serviço sai normalmente ao meio-dia, pega no seu carro, vai a sua casa almoçar, faz amor com a sua mulher, fuma um dos seus excelentes cubanos e regressa ao trabalho.
Responde o Director Geral:
- Ah, bom, antes assim. Não há nada de mal nisso.
O detective pergunta-lhe:
- Desculpe. Posso tratá-lo por tu?
- Sim, claro! - respondeu o Director surpreendido!
- Então vou repetir: O Chefe de Serviço das normalmente ao meio-dia, pega no TEU carro, vai a TUA casa almoçar, faz amor com a TUA mulher, fuma um dos TEUS excelentes cubanos e regressa ao trabalho.
Entretanto ouve-se uma corneta a tocar ...

De Alexandrino Sousa a 29.05.2008 às 20:10

Mais um texto que me faz lembrar alguém...Não é que o rapaz deixava saír o cornudo do motorista e lá ía visitar a carente da mulher e aproveitando a viagem, dava lições de informática á filha (fazía "enter" muitas vezes)...Coitadas...nunca mais foram as mesmas desde que ele se virou para os copos.As loirinhas e os tintos oxidados, deixaram-lhe marcas(até nas cuecas), que ele nunca conseguiu disfarçar.

Abraço

Comentar post