Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



brisa na manhã

Quinta-feira, 26.01.12

 

Foram teus lábios

que na manhã fria

ainda o sol abria

soletraram promessas

dentro do meu peito...

E eu, fico sem jeito...

(meu eterno defeito)

inventando o amanhã...

 

E tuas palavras,

brisa suave na manhã,

tecla a tecla, num sorriso,

num gesto conciso

voam por entre olhares

que nada vêm,

que nada sentem,

como se houvera bruma,

como se houvera magia,

encanto tanto...num só dia...

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Alexandrino Sousa às 21:33


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.