Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Contemplo-te...

Sábado, 11.02.12

 

 

Contemplo-te na tarde fria

como se houvera magia

neste teu olhar.

Teu olhar é como um rio

de calmas águas,

sem margens,

sem destino para desaguar,

é um ponto de encontro,

onde me reencontro,

onde me deixo navegar...

Contemplo-te na tarde fria

até que o sol se ponha,

até que nasça um novo dia...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 17:52


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.