Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Como se fosses uma Sereia...

Segunda-feira, 18.06.12

 

 

De que semente, ou gota nasceste,

de que embrião foi feito teu ser,

se é tanta a beleza que te veste,

se é tanta a beleza num corpo de mulher...

 

E o sol tenuemente te beija,

as gotas do mar te refrescam,

e quem passa, se morde de inveja,

mas quem fica, mil desejos inquietam...

 

Altiva, passeias-te pelo areal,

e tua sombra, algo que eu posso tocar,

faço-a minha, ainda que virtual,

e minha és em cada momento, a sonhar...

 

Oh bela e inacessível feiticeira,

oh sereia dos sete mares amante,

quanto me fazes vibrar nesta canseira,

e em quantos mares farás de mim navegante...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:23


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.