Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Águas límpidas...

Terça-feira, 21.08.12

 

 

por entre esta vegetação, verde e frondosa,

um ribeiro de águas mansas e livres,

pequenas pedras no seu caminho,

e um som que nos eleva ao paraíso...

queria ser eu margem deste ribeiro,

ou seu leito nos dias de primavera,

quando os gelos se transformam em água,

água límpida, pura, que enobrece a alma...

e embebido desta pura inocência,

ganhar asas ou ser bola de sabão,

e voar ao mundo dos sonhos.. teu coração...



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 12:12


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.