Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



só mais uma vez....

Quinta-feira, 23.08.12

 

 

é no silêncio destas quatro paredes

que ouço teus passos,

os passos do teu silêncio...

e são esses leves passos,

que me preenchem a memória

de outros espaços que fazem história

e quanto marcam meu pensamento...

os nossos sussurros na noite,

os teus gemidos ditados pelo amor,

são também eles formas de silêncio

emanados por um corpo sofredor,

procurando libertação maior...

pudera eu ser varinha de condão,

fada boa, arquitecto do coração,

pudera eu ser teu sangue, tua alma,

pudera eu ser fazedor de tua vida,

e aí, os passos que são de silêncio,

seriam passos de cor, de luz,

seriam passos de alegria incontida...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 14:13


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.