Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



NOITE DE LUAR

Segunda-feira, 14.07.08

 

 

         

 

 

Faz noite lá fora,

e na noite quente

dou-te como ausente...

Foste embora,

(faz tempo que foste embora...)

e nem mais um dia, uma hora,

partiste de vez...

(obrigada talvez...)

 

Da minha varanda

"vejo" o mundo,

relembro o meu dia a dia,

novas amizades, um toque mais profundo

no meu íntimo,

anjos que podem ser meu guia,

seres que brotam magia..

 

Olho as estrelas...

(Linda a noite de luar),

e em cada estrela cintilante,

um sorriso, algo marcante,

uma paz, um recordar,

um silêncio perturbante,

um convite para ficar...

 

No pensamento,

agora calmo, sereno,

a paz, o fim do obsceno,

o olhar Além, o firmamento,

o querer tocar, no que não se vê,

sentir não sei o quê,

mas que me faz bem,

me eleva ao "Céu"

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:17