Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Amar-te Assim...

Terça-feira, 25.09.12

 

e é na solidão do momento,

do cinzento deste tempo,

que estou a amar-te na ténue luz,

com o desespero de ontem,

com a loucura de hoje,

com a sofreguidão do amanhã...

 

e ao fazê-lo, marco esse teu corpo

na forma de beijos, de esperma,

de suor, pela entrega sem regras,

tendo o amor por limite...

 

Amor de ontem, de hoje, de amanhã,

é nas tuas veias que circula meu nome,

é no bater desse coração que me chamas,

é no teu olhar, o brilho pelo meu olhar...

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 19:57