Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Na Noite

Sexta-feira, 19.10.12

 

 

chegaste cedo, noite...

vês, ainda estou só, tão só...

e até a lua se escondeu nas nuvens,

apenas esvoaçam as corujas,

e os morcegos por entre a vegetação...


tão triste a noite sem tua melodia,

tua voz em forma de canção,

tua presença, tua alegria...


chegaste cedo, noite,

e eu não tenho onde pernoite...

e kuão frio é teu manto noite...

preciso descansar, dormir

nas asas dos anjos, voar

até onde o sonho me deixe subir,

onde o Amor vá encontrar...



 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:40


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.