Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Alma Gémea...

Domingo, 21.10.12

 

 

 

Faz tempo que o destino bateu à porta.

não, não o reconheci, confesso...

Trazia novas, sabores, alegrias

já à tanto tempo esquecidas, no baú perdidas.

Deixei entrar, comi com ele à mesa,

comida farta, vinho e sobremesa,

e ele me deixou a Luz, o caminho e a Vida.

E tudo isto és Tu Alma Gémea,

raiz dos amores e dos desamores,

pêndulo baloiçando a cada dia,

guardiã dos mais severos temores...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 19:14


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.