Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Teu Olhar...

Terça-feira, 23.10.12

 

 

Agora sei-te minha,

de corpo e alma,

como só os infinitos amores.

 

Agora que as trevas deram lugar à luz,

e que as palavras, antes incertas,

são poemas do mais profundo sentir...

 

Agora, já posso adormecer nos braços da lua,

ou baloiçando olhando as estrelas,

ou te esperando numa qualquer estação...



Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:52


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.