Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



28 ºC....

Sábado, 25.10.14

quanto desassossego nas horas mortas,

no ar que respiro e me sufoca.

este tempo, já não é o meu tempo

nem das cigarras que deixaram de cantar...

 

devoro mais um cigarro

que queima tanto como o tempo que faz,

e nem o fumo que um dia ambos sugamos

me liberta a memória de tanto sonhar...

 

talvez o tempo tenha mudado...

talvez seja eu no tempo parado...

 

quem sabe, a areia da praia,

o suave beijo do mar

me faça renascer...acordado...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:49


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.