Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



segredos do vento...

Quinta-feira, 28.02.13

 

 


abro minha mão ao vento

e sinto-o passar por cada dedo,

como se me contasse segredo,

de algo que ouviu no tempo.

 

mas tu vento, és traiçoeiro,

sem origem certa, sem timoneiro,

qual amante a tempo inteiro,

qual dádiva de amor por dinheiro...

 

Fecho os olhos, ouço o coração,

melodias de olhares, de toques das mãos,

de palavras doces em refrão,

que todas juntas, formam uma canção...

 

vai vento, não me levarás em tentação....



 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 23:32


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.