Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



nas nuvens....

Terça-feira, 14.05.13

 

 

 

como se fossem manhãs de nevoeiro

ou fins de tarde sem pôr do sol,

assim vagueiam meus pensamentos

sem rumo certo, sem timoneiro,

desembarcando em terreno mole,

pantanoso, como se num cais de tormentos...

 

abro mão de minha jangada de pedra,

último reduto, tábua de salvação,

e pé ante pé invento nuvens, aconchego,

abraços no tempo à minha espera,

templo esculpido, quase tentação,

onde só o amor entra e ganha sossego...




 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:15


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.