Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



nada a dizer...

Quinta-feira, 23.05.13

 

 

entrego-me à noite com a paz

que me ditaram teus olhos.

 

em minha mente, não há amanhã,

não há futuro,

não há sonhos já sonhados,

apenas o presente,

apenas lembranças de ontem,

a envolvência dos sentimentos

e da paixão.

 

relembro cada frase, cada palavra

extraída de teu coração,

como se todas as paredes das casas fossem brancas,

e todos os jardins fossem verdes,

como se não houvera mais manhãs de nevoeiro,

e o mar fosse um lago de calmas águas.

 

o travesseiro é meu fiel companheiro,

e partilhamos, discutimos cada momento...

talvez sejam loucos os aprendizes do amor,

talvez  inventem fantasmas

quem é perseguido pela dor...



 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 23:48


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.