Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



todo o tempo...

Sábado, 02.11.13

 

 

 

repara, parou de chover, faz tempo...

disseste que soltarias tuas asas,

e viajarias na brisa...

espero-te... faz tempo!!

 

talvez te assustem as nuvens cinzentas

ou a noite que não tarda, vai chegar...

espero-te... faz tempo!!

 

alertam-me os sentidos

que talvez te tenhas perdido, ou reencontrado

no meio do nada....

mas eu espero-te... tenho todo o tempo...




 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 16:17


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.