Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



na janela...

Sábado, 09.11.13

 

 

 

pelos vidros espelhados de minha janela,

não vejo quem na rua passa

nem as cores de que se veste a vida.

pelos vidros espelhados de minha janela,

vejo reflectida a imagem de mim,

os anos passados,

os sonhos adiados,

e um olhar de esperança sem fim...

 

pudera eu ver os traços da criança que fui,

da juventude que tenazmente

queria deixar para trás...

da maioridade que traria o céu á terra...

se eu pudesse... se eu pudesse,

teria voado para o céu aos dez anos,

teria brincado ás casinhas no paraíso,

e hoje seria Anjo, eterno, sem juízo...




 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 15:35


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.