Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Em Busca do SOL

Quarta-feira, 21.01.09

 

 

 http://brunogodinho.zip.net/images/sol.jpg

 

(Para "Ventania" - Clara é seu nome - promessa cumprida)

 

 

Abro as janelas como que a receio

de mais um dia invernal e triste...

Não sei se abra os olhos ou desiste,

de ver mais um dia cinzento e feio...

 

Nuvens escuras que pairais no ar,

nuvens de frio, chuva e neve...

No cimo de vós, o sol nem se atreve

a abrir, a aquecer, ou sequer espreitar...

 

Sol que eu amo e preciso tanto,

testemunha de tardes de pranto,

minha companhia dos dias de verão,

 

vinde até mim, rompei  o escuro do céu,

quero-te aqui, bem pertinho, só meu,

aquecendo meu corpo, meu coração...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Alexandrino Sousa às 22:11


2 comentários

De Velucia a 25.01.2009 às 21:33

Alex

Ainda não tinha visto este poema
E aqui estou mais uma vez
o Sol é maravilhoso!
Também gosto da chuva que ao cair sobre nós, limpa o corpo e a alma. Depois vêm o sol a secar nosso corpo. É um perfeito complemento.

Abraço.

De Alexandrino Sousa a 26.01.2009 às 20:56


Olá Vera,

Este poema foi como que o "castigo" aplicada por uma amiga por me ter enganado no seu blog.

O sol e a chuva, sim É um perfeito complemento

Beijos
Alex

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.