Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Dádiva....

Domingo, 27.09.09

 

 

 

 

 

Meu corpo sofre com dor,

meu espírito não se liberta,

e por entre a porta aberta

entras tu Sol, teu calor,

e finjo que nada me afecta.

 

Como é bom te sentir aqui,

a meu lado, bem perto de mim,

e eu queria que fosse sempre assim,

mesmo quando vierem as trevas,

e meus olhos se fecharem para ti...

 

Tenho medo da escuridão,

do frio, do bafio da terra escura...

Tenho medo da semente impura

que em mim germe outro coração,

coração que te doei para todo o sempre...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 15:30

E no Sonho se fez SOL

Domingo, 05.07.09

 

 

 

 http://www.digitalphoto.pl/foto_galeria/3625_2007-1940.JPG

 

 

Foi mais um sonho...talvez pesadelo

Eu no sonho corria, cada vez mais veloz

Procurando o Sol, o astro mais belo

Chamava, gritava, e o eco de minha voz

Surgia da montanha...onde o sol dormia

Perdoa-me sol...se não te visse...morria...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 20:33

A LUZ DO SOL

Sábado, 30.05.09

 

 (ficção)

 

Tento olhar para ti Sol,

e não consigo...

Tua luz de tanta intensidade,

me fere o olhar, e eu desisto...

Assim queria ser eu, divindade,

entrar no olhos de alguém que "persigo",

entrar no seu coração,

poder ler um poema,

cantar uma canção,

dançar uma dança de sedução...

Mas não sou divindade,

apenas alguém sem criatividade,

alguém que bate na porta errada,

alguém só nesta cidade,

procurando beiral, uma entrada...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Alexandrino Sousa às 10:24

DIA DE SOL

Quinta-feira, 28.05.09

 

 

 https://farm4.static.flickr.com/85/272176161_d29a873908.jpg

 

 

Vejo a luz do sol nas vidraças,

e sinto chamamento à vida.

Como é bom acordar assim...

Em cada raio, alegria acrescida,

em cada fio de vento,

és tu puxando por mim,

e eu me deixo levar em pensamento...

Corremos por montes e vales,

saltamos as horas do tempo,

e "desaguamos" à beira mar...

Só o Sol e as ondas do mar

vão em segredo guardar,

imagem dos corpos suados de tanto amar...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Alexandrino Sousa às 19:31

Fim de Tarde

Domingo, 19.04.09

 

 

https://1.bp.blogspot.com/_7HYOajbIdJA/Rh450CwqJvI/AAAAAAAABEE/FSloIWlvN0Q/s400/nublado.jpg

 

 

ficção (para a minha Amiga Sandra)

 

Fim de tarde triste e ausente,

sem alegria, deprimente,

esperando o sol chegar.

 

E se amanhã ele não chegar,

por vales e montes vou procurar,

esperando-o descobrir.

 

E meu mundo voltará a sorrir,

meu jardim de inverno irá  florir,

será um novo amanhecer.

 

Fim de tarde para esquecer,

horas mortas no entardecer,

esperando um novo amanhecer...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 18:18

BOM DOMINGO

Domingo, 22.03.09

 

http://i258.photobucket.com/albums/hh278/meusrecados/bomdia/bomdia97.gif

 

 

Abro os olhos...doce acordar

e sinto teu calor, terno calor...

És tu Sol que me vens beijar...

Por entre as vidraças, vi-te chegar

e meus braços para ti abri...

Como é bom ter-te aqui,

como se minha vida fosse mudar...

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 11:40

O SOL E A VIDA

Sábado, 07.03.09

 

 

 

O sol brilha intensamente,

e o vento de agreste se veste...

Tudo se altera,

mesmo nossa mente

sente os ares de "primavera"...

Leveza, colorido, vida...

Nada de cinzento,

nada de tristeza...

Enquanto te vir, sol,

(e mesmo que não visse),

eu sinto cá dentro

meu ser  renascendo,

minuto a minuto, hora a hora,

e no amanhã ainda incerto,

a certeza do que quero,

o sol minha vida aquecendo...

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Alexandrino Sousa às 14:29

TARDE DE SOL

Terça-feira, 24.02.09

 

 

Fito os olhos no horizonte e tudo é perfeito...

O sol, o azul do céu, este imenso mar,

esta brisa amena que nos parece acariciar...

E eu quero sorrir para a vida,

como que agradecendo este respirar,

momentos únicos em tarde perdida...

 

Entrego-me ao calor do sol,

fecho os olhos e minha mente "voa"...

Os sonhos se atropelam no rol

de tantos e tantos por cumprir,

mas a hora é de fazer de conta, fingir...

O momento é de entrega total...

 

E as aves perto esvoaçando,

talvez no seu querer nidificar,

não me apoquentam com seu chilrear,

antes  elevam meu embalar

nesta tarde de sol, tarde de primavera,

tarde de sonhos, de quimera...

 

São horas mortas, de sossego,

horas de paz, horas de enlevo,

que me fazem partir para o amanhã,

para mais um dia, e outro dia,

num ritual demasiado certo

quando a vida tem um porto incerto...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 15:59

Porque hoje vi o SOL

Sábado, 07.02.09

 

http://img.olhares.com/data/big/160/1602577.jpg

 

Hoje resolvi parar no tempo...

O ontem e o amanhã não existem,

e o hoje nasceu e ficou em mim,

como o sol que raiou,

me aqueceu, e de leve me beijou...

Nem mais um sonho, só desejo,

de mais um dia de sol, outro beijo,

um raio de luz na saudade que ficou...

Chuva que me tens feito companhia,

e tu frio que me toldas o pensamento,

me deixai, quero sentir a alegria,

quero ver vida, sentir o momento,

ganhar asas e não voando,

correr no mar e não nadando,

trepar até o azul do céu,

e lá ficar, só o Sol e eu...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 21:15

Em Busca do SOL

Quarta-feira, 21.01.09

 

 

 http://brunogodinho.zip.net/images/sol.jpg

 

(Para "Ventania" - Clara é seu nome - promessa cumprida)

 

 

Abro as janelas como que a receio

de mais um dia invernal e triste...

Não sei se abra os olhos ou desiste,

de ver mais um dia cinzento e feio...

 

Nuvens escuras que pairais no ar,

nuvens de frio, chuva e neve...

No cimo de vós, o sol nem se atreve

a abrir, a aquecer, ou sequer espreitar...

 

Sol que eu amo e preciso tanto,

testemunha de tardes de pranto,

minha companhia dos dias de verão,

 

vinde até mim, rompei  o escuro do céu,

quero-te aqui, bem pertinho, só meu,

aquecendo meu corpo, meu coração...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

tags:

publicado por Alexandrino Sousa às 22:11