Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


SOLIDÃO

Domingo, 20.09.09

 

 

 http://buscandosonhos.com.br/wp-content/uploads/2009/04/janela.jpg

 

Solidão, palavra triste e fria,

como sua rima oca e vazia,

desamparo, isolamento,

ghettos do destino, esquecimento,

farrapos abandonados,

pedaços de vida escorraçados...

 

E são estes farrapos esquecidos,

que nos guiaram nos passos perdidos,

que encostamos em qualquer esquina...

Pobres de nós...Neles vemos nossa sina

e não aprendemos, não queremos ver

que nossa vez vai chegar sem querer...

 

Solidão é aquele rosto parado na vidraça,

rosto marcado pelo tempo, sem graça...

Solidão sou eu , és tu, neste tempo,

sem entrega, ficando no isolamento,

e o tempo vai passando, rápido que passa,

e amanhã será teu (meu) rosto naquela vidraça....

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:49

HÁ DIAS ASSIM....

Domingo, 12.07.09

 

 

 

http://www.avassouradabruxa.blogger.com.br/Saudade.jpg

 

Ficção

 

Só, tristemente só....

a lua e as estrelas choram

com pena de mim...têm dó...

Onde quer que estejas

onde quer que existas,

salva-me da solidão

As árvores se curvam

as águas limpas turvam

com pena de meu coração...

Onde quer que estejas

onde quer que existas,

salva-me da solidão

Almas e espíritos fogem

não me querem a seu lado

e até os lobos se escondem...

Onde quer que estejas

onde quer que existas,

salva-me da solidão

A lua de tanto chorar escureceu

e meu caminho ficou breu

sinto-me desfalecer..este não sou eu

terra...abre-te...o amor em mim morreu

Onde quer que estejas

onde quer que existas, olha para o céu

eu serei uma das estrelas....

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 23:48

Nuvens de solidão

Sábado, 27.06.09

 

 

http://195.158.240.43/fotosblogue.com/a/av/aventuradover/images/gd/1235761761.jpg

 

 

Lá fora não há mais sol

e o cinzento veio para ficar

sinto no meu coração

a tristeza, solidão

e dor em teu olhar

 

E em vão afasto as nuvens

(deixai o sol entrar)

deixai entrar os raios de luz

preciso te ver sorrir

e por ele me deixar seduzir

 

Lá fora não há mais sol

nem luz, nem calor

e teus olhos não vão sorrir para mim

o cinzento ficou em meu coração

tudo em mim é solidão

não merecia viver assim

 

 Lá fora é escuridão

dançam vultos na multidão

que um dia viveram em meu coração...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 18:17

"pontes" e feriados

Sexta-feira, 12.06.09

 

         

             http://i.olhares.com/data/big/239/2393999.jpg

 

Passaram dois feriados, e a "ponte" para o fim de semana, em nada ajuda a minha criatividade. Tantos motes em minha mente para desenvolver, mas aqui sentado em frente do ecrã, tudo se esvazia.

Quando ocupados no emprego, traçamos mil planos para os dias de folga que se aproximam, mas eis que chegados lá, a preguiça o cómodo do sofá, tudo se altera, e os planos se esfumam.

Por vezes penso que minha vida tinha tudo para ser mais criativa, mais vivida, mais cheia nas horas e em todos momentos, no entanto acho que nos habituamos a uma rotina pouco saudável, e cada vez mais solitária, e com tudo isto vêm sinais perigosos de isolamento, depressão, silêncio....

O dia está lindo, com o sol radioso e temperatura convidativa para sair. Quem sabe frente ao mar apareçam energias positivas, raios de luz que me iluminem, e me façam ver "o caminho"...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 11:27

SOLIDÃO

Sexta-feira, 26.12.08

 

                                              (da Net)

Solidão, a razão de ser

de um mundo egoísta.

Palavra maldita...

A escravidão no nosso viver,

o sofrer a sós...Pena infinita...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 15:11

PALAVRA DO DIA (2)

Terça-feira, 06.05.08

 

E penso eu,

e pensas tu,

que a solidão

é aquele velho

debaixo do alpendre...

 

Que ter 4 paredes,

um LCD,

á porta um carrão,

alguém que te dá o pão,

é ter harmonia,

um mundo de alegria...

 

Tremendo engano...

A solidão vive aqui,

por certo aí também,

ninguém assume,

tudo está bem,

mas sabemos,

(tu sabes),

que os erros de ontem,

as aventuras e desventuras

não morrem...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 19:45

SOLIDÃO (??)

Quarta-feira, 02.04.08

 

Ter gente em casa, não quer dizer que a casa tem gente, ou de outra forma, os ruídos que nos chegam aos ouvidos podem ser melodias para outros.

 

Tudo isto para dizer que muita gente em nosso redor, não é sinal de companhia, quando muito é a oportunidade para nos isolarmos, sentir o que "bate" bem dentro de nós, fazer uma pausa no "ruído" diário.

 

Podem dizer que é o caminho para a solidão...

 

Podem dizer que o isolamento não leva a lado nenhum...

 

Quem já experimentou no silêncio do quarto, altas horas da madrugada, "elevar" o pensamento bem alto, seja em oração, seja em algo que se pretenda fazer no dia seguinte, verá como é reconfortante ouvirmo-nos a nós próprios, e ao mesmo tempo analisarmos o que tem sido o nosso percurso.

 

Estou certo que ao adoptarmos aquela introspecção, todas as atitudes serão tomadas com outra serenidade, e mesmo os assuntos mais controversos serão fáceis de linear.

 

Mas se quiserem experimentar "ouvir o silêncio", tentem se entranhar no monte mais isolado, onde as árvores e os pássaros são a companhia, e sentirão "melodias" jamais ouvidas.

Irão sentir arrepios na pele, vontade de rir, chorar, e aparentemente não haverá motivos para tal... Mas "ouvir o silêncio" pode trazer-nos experiências e emoções jamais sentidas.

Experimentem.....

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:06

RECEITAS

Sábado, 19.01.08
 
 
 
Amizade Para a Vida
 
1 Dose: De Sorte na escolha criteriosa da pessoa
 
1 Dose: De sacrifícios e compreensão
 
Dose Dupla: De companheirismo nos Bons e Maus momentos
 
Dose Dupla: De entrega Total, sem limites
 
Paixão
 
1 Dose: De Sorte na escolha criteriosa da pessoa
 
1 Dose: De paciência na procura  e análise
 
Dose Dupla: De loucura e alheamento da vida
 
Dose Dupla: De entrega Total, sem limites
 

Solidão
 
Dose Dupla: De Diversão até 35 - 40 Anos
 
Dose Dupla: De não entrega ao amor/ carinho
 
Dose Dupla: De loucura e alheamento da vida
 
Morte
 
Dose Dupla: De solidão
 
Dose Dupla: De alheamento total
 
Dose Dupla: De loucura e dor
 
Dose Tripla: De envenenamento
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 17:24