Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



anoiteceu...

Quinta-feira, 16.04.20

anoitecer.jpg

anoiteceu meu amor,
e sempre que anoitece,
elevo as mãos numa prece
para que estejas bem...

lembro que receavas o escuro,
as noites sem luar,
e o quarto aberto
com a porta por fechar...

eu era teu porto de abrigo,
o aconchego em meus braços
que presos a ti como abraços,
te davam o céu, a quietude do paraíso...

livres como aves no vento,
eram nossos os mares, as planícies,
os sonhos, as quimeras... as diferenças,
que vão corroendo o sentimento...

na desilusão do momento,
deixamo-nos levar na brisa que passa,
destinos perdidos no tempo
até que o tempo do tempo se desfaça...


mas já não tenho notícias tuas
e até as lembranças
(que antes partilhavam meu leito),
vão rareando...por onde andas?






 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 18:49