Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



é na manhã...

Terça-feira, 08.06.21

lençois.jpg

é na manhã que, abrindo a janela,
a vida sorri, o sol espreita
cada canto, a cama ainda desfeita
dos lençóis floridos de flanela...

quisera o sol descobrir, perceber
cada ruga no lençol amarrotado,
como se alguém amordaçado
evitasse gritar em momento de prazer.

o sol não sabe das loucuras na noite,
entre lençóis ainda lavados,
dos amantes sem dono que os acoite...

o sol não sabe, que o seu brilho inquieta
os amantes pelas ruelas acossados,
implorando pela noite na rua deserta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 17:47


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.