Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



em teu ventre, manhã...

Domingo, 01.06.14

 

 

horas tardias para quem, na madrugada

se perdeu, e lentamente

vai sulcando passo a passo

o ventre da manhã,

pedindo um cantinho, seu espaço.

 

faz-me falta o grito do amanhecer,

a luz do olhar, 

o carinho de teu abraço,

o palpitar de teu corpo

na sede do querer.

 

horas tardias, tanto, tanto a dizer

em palavras que não se ouvem,

que se dissipam entre as quatro paredes...

só vós sabeis entender

o fogo dos sentidos.

 

esconde-te noite, deixa clarear,

renascer a emoção,

reacender o fogo do luar da paixão

por entre as estrelas...

deixa-me sair de teu ventre, manhã....

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 22:40


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.