Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



estados d`alma... (2)

Domingo, 30.03.14

 

 

 

lentamente, em agonia,

morrem as certezas da manhã,

as quimeras ainda em gestação,

as flores da primavera adiada...

 

abro a mão, cada dedo tem um segredo...

os dedos onde sentia teu coração

na paz do silêncio, por entre o arvoredo.

 

e tudo cai, tudo se esfuma no chão de nada.

até os dedos são pedra, em decomposição,

restos mortais, num tempo sem hora marcada...

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Alexandrino Sousa às 19:26


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.